Análise da música "Someone You Loved" (Alguém Que Você Amava) de Lewis Capaldi

O perigo da idolatria
Publicado em 29/08/2021

O vídeo acima é a tradução da música analisada. No final do artigo tem o vídeo com o clipe oficial da música.

 

Introdução

Em Provérbios 7 o proverbista abre uma janela da sua casa e a partir dela começa a observar o mundo e a analisar o que vê à luz de seus valores, a lei de Deus. O que para o mundo parecia ser a experiência de algo bom e até chamado de amor, aos olhos da verdade e situação é radiografa e diagnosticada como caminho da morte. E é esta janela que vamos abrir na aula de hoje.

O coração humano é enganoso e infiel a Deus, sendo possível tratar a situação apenas - e somente - através da graça de Deus e do Evangelho de Cristo. 

“Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto. Quem poderá entendê-lo?" (Jeremias 17:9)

A música como janela para observar o mundo

Gravada pelo cantor e compositor Lewis Capaldi, nascido em 7 de outubro de 1996, na cidade de Glasgow, na Escócia, Reino Unido.

“Someone you loved” (Alguém que você amava) conta a história de um jovem que depositou toda a sua confiança em sua namorada e teve o coração partido. Ele canta a angústia e desespero de uma alma abandonada. 

É nítido na letra que a pessoa está profundamente ferida. Podemos talvez ficar com pena do jovem, mas vemos também o quanto ele entregou sua alma a outra pessoa numa proporção que devemos fazer somente com Deus. A busca é correta, mas ele o fez no lugar errado, criando uma expectativa que deveria ser dirigida a Deus somente.

Essa situação é muito interessante de ser analisa. O mundo ensina que devemos entregar nossa alma à paixões arrebatadoras, mas, de fato, cada entrega dessa aumenta a dor. Uma análise importante para solteiros e casados. Os casado para não colocar o cônjuge no lugar de Deus e assim destruir seu casamento. E os solteiros para não imaginarem que estão sem um esteio na alma, pois apenas Deus pode ser isso para o ser humano e para que não busque casar pelos motivos errados. 

Portanto, cuidado: o relacionamento amoroso pode se tornar um ídolo!

“— Venham a mim todos vocês que estão cansados e sobrecarregados, e eu os aliviarei” (Mateus 11:28)

Esta mensagem é para todos. Os que casaram, os que ainda vão casar e os que não vão se casar. 
O casamento deve ter amor, compreensão, afeto, alegria, intimidade, confiança, companhia. 

Dito isso, é preciso fazer uma consideração, que pode parecer estranha para algumas pessoas, sobretudo em função da influência desta geração. 

Considerando tudo o que o casamento deve ter, é preciso incluir também limites. E neste momento quero falar sobre limites da alma, pois, do contrário, o relacionamento pode virar uma idolatria. E, como tal, podemos desejar que a outra pessoa cure todas as nossas feridas da alma e a sustente nas aflições desta vida. Podemos fazer isso com qualquer ídolo. E, quanto mais doente estiver a alma, mais ela pode se enganar.

Quando a outra pessoa (ou ídolo) não corresponde ao seu desejo e suas idealizações, você tem a sensação que teve o tapete puxado. Mas, foi você criou esta expectativa. 

Vemos o quanto a alma humana precisa profundamente de cura para as dores e de ajuda e força. Por isso, o casamento deve ser uma experiência com intimidade única, mas com limites na expectativa da alma. Você deve, portanto, estrar nesta arena com cuidado quanto às expectativas. 

Comentários

Someone You Loved (Alguém Que Você Amava) de Lewis Capaldi

Estou afundando e desta vez
Receio que não haja ninguém para me salvar
•    Significa que antes havia alguém para salvar, mas, desta vez, o rapaz precisa ser salvo da própria pessoa a quem entregava sua alma - Jesus jamais faria isso. 
•    É a dor humana que está sendo cantada.
•    Em parte a vemos originalmente e em parte porque foi ferida pelo ídolo.
•    Os ídolos são formados pela mente. Os ídolos primitivos era de barro e outros materiais, os modernos podem ser qualquer coisa: dinheiro, profissão, pessoas, animais. Seja qual for, sempre é a tentativa de achar consolo para a dor do coração, o que somente Deus tem. 

Esse tudo ou nada realmente tem um jeito de me deixar louco
•    Tudo ou nada. A expectativa claro dos extremos, sem o equilíbrio que um relacionamento deve ter - e os limites.
•    Ficar sem paz é a consequência.
•    A letra é bem escrita e a música, o ritmo, é muito linda Mas, no fim é, um louvor ao ídolo que a pessoa não esqueceu.

Eu preciso de alguém para curar
•    Fica evidente a situação da dor pré-existente à relação; a dor existencial - mas, cujo consolo, era outra pessoa. E ele ainda está perdido procurando um "alguém" que possa resolver, sua visão ainda é cega. •    Ele quer um relacionamento que o cure. Mas só com o Divino, conhecer e andar. Jesus não é só conhecer.

Alguém para conhecer
•    Talvez uma nova pessoa. Mas, no clipe (vídeo abaixo), vemos que em dado momento várias moças tentam impedí-lo de ir atrás do seu ídolo, mas ele mantém o olhar perdido, ao longe, sem estar aberto a novas possiblidades.

Alguém para ter
•    A ideia de posse, de alguém que sempre estará lá, como um ídolo de barro que segura-se firmemente com a mão. Em Deus esta segurança, este "segurar" vêm pela fé (por isso vemos o quanto ela é poderosa) e é apoiada em Suas promessas, como a de Jesus que disse que estaria conosco todos os dias até a consumação dos séculos - e voltaria uma segunda e última vez para nos levar com Ele. 

Alguém para abraçar
•    Acolhimento e afeto. Legítimo num relacionamento sentimental, mas que aqui foi longe demais. 

É fácil dizer
•    Ele fala que é fácil dizer que "alguém" poderia fazer isso, mas nunca é igual ao ídolo que ainda está em sua mente e coração. 

Acho que gosto do jeito que você anestesiava toda a dor
•    Apego. Parece que aquela pessoa tocou nas feridas exatamente da maneira esperada, mas isso é perigoso, pois pode apoiar pecados que não queremos deixar. 
•    Por isso Deus nos toca da maneira dEle, com um amor que nos constrange, mas, para nos consolar e também confrontar. Às vezes só queremos lamber as feridas, mas não resolver problemas. Sabendo disso, Deus nos tira da nossa zona de conforto e individualismo e nos trata. A igreja é um excelente lugar para isso, pois nos dá a oportunidade para lidar com diferentes pessoas e aprender a amá-las. É um grande crescimento.
•    Veja que a dor ainda está lá. O relacionamento apenas é uma "dipirona" que baixa a febre, mas não cura.
•     E na verdade o rapaz amava os benefícios da relação. Ela não amava a namorada. E nem sabe amar. Será que nós sabemos?
•    Nietszche disse: “Jamais alguém fez algo totalmente para os outros. Todo amor é amor próprio. Pense naqueles que você ama: cave profundamente e verá que não ama a eles; ama as sensações agradáveis que esse amor produz em você! Você ama o desejo, não o desejado”.
•    O Evangelho nos ajuda a enfrentar essas feias verdades do nosso coração com a beleza do amor de Deus na cruz. Por sua essência e exemplo.

Agora, o dia sangra, ao anoitecer
•    Talvez uma maneira poética de falar da dor que chega, ou fica mais evidente, quando o dia termina, com todos os seus afazeres e o rapaz está sozinho. E o pior: não busca a Deus e não ora. E nem pode fazê-lo sem Cristo. 

E você não está aqui, para me ajudar nisso tudo
•    A insistência de querer que o ídolo o ajude. Cegueira espiritual. 
•    E o rapaz está perdido, ainda na mesma condição inicial, antes de ter conhecido a moça, e precisando de ajuda. E o pior: está querendo ajuda do próprio ídolo que puxou o seu tapete.
•    Ou seja, quem canta está preso. Por isso é melhor lidar com Deus que nos liberta. Precisamos "baixar nossa guarda", mas para Deus, pois Ele não puxará nosso tapete, como Capaldi vai cantar na próxima frase, com seu forte sotaque britânico. 

Eu abaixei minha guarda e você puxou o tapete
•    Então vem o reconhecimento da insuficiência do ídolo.
•    E assim pode ser a sua história se quiser que seu cônjuge seja seu "deus".
•    Até porque o ser humano, mesmo salvo, é limitado e pecador, e seu cônjuge também é assim, por mais que você deseje que não. É a vida real. 
•    Somente Deus resolve nossos problemas e dilemas existenciais, e Ele fez isso na cruz, o que precisamos agora é desenvolver o processo pela caminhada de santificação, continuando a ouvir a exposição das Escrituras, recendo mais do Evangelho da graça.

Eu estava me acostumando a ser alguém que você amava
•    E ainda há o lamento de que o rapaz deixou de ser também o ídolo da outra, pelo menos assim pensava ser. 

Estou afundando e desta vez receio que não haja ninguém para recorrer
Alguém para curar
Alguém para ter
Só para saber como é
É fácil dizer
Mas nunca é igual
Acho que gostei do jeito que você me ajudava a escapar
•    E volta o refrão, com a admissão de que a pessoa atendia exatamente a expectativa e isto às vezes não é a melhor maneira de ser ajudado. Aceite a forma como Deus faz as coisas. O próprio Cristo não veio da maneira esperada.
•    Às vezes você tem um amigo que não é exatamente como você gostaria, mas vai ser sincero. O pastor pode não ser do seu jeitinho, mas fala a Verdade que você precisa ouvir. Seus pais não serão iguais aos dos outros, mas são aqueles que te amam e querem o seu bem e não o seu mal. 
•    Quando é cantado "gostei do jeito", mostra um comodismo de querer tudo do seu jeito, uma infantilidade e egoísmo.

Agora, o dia sangra, ao anoitecer
E você não está aqui, para me ajudar nisso tudo
Eu abaixei minha guarda e você puxou o tapete
Eu estava me acostumando a ser alguém que você amava

E eu tendo a fechar os meus olhos quando machuca às vezes
Eu caio em seus braços
Eu ficarei seguro em seu som até cair em mim novamente
•    Reconhecimento da dor, mas ainda se mantém a busca da pessoa, mesmo que de maneira imaginária, é uma escravidão.
•    A confissão de que se transferiu até a identidade para a outra pessoa. Ausência de identidade. Somente em Deus nos encontramos; na Sua Palavra. 
•    Colocar a responsabilidade de resolver a nossa alma na mão de outro é injusto com aquela pessoa e pecado, que deveria confessado. Tome providências para que isso não aconteça, ou para que deixe de acontecer - e só Jesus para ajudar com a prevenção ou conserto disso.

Por enquanto, o dia sangra, ao anoitecer
E você não está aqui, para me ajudar nisso tudo
Eu abaixei minha guarda e você puxou o tapete
Eu estava me acostumando a ser alguém que você amava

Mas agora, o dia sangra, ao anoitecer
E você não está aqui, para me ajudar nisso tudo
Eu abaixei minha guarda e você puxou o tapete
Eu estava me acostumando a ser alguém que você amava

Eu abaixei minha guarda e você puxou o tapete
Eu estava me acostumando a ser alguém que você amava

Conclusão

A música termina com alguém caído e prostrado no chão. Que está prestes a entrar em outro relacionamento colocando um ser humano como um ídolo. A música revela o fundo coração humano, a sua incapacidade de salvar a si mesmo e aponta a necessidade de Jesus Cristo, a única esperança. 

Uma vez em Cristo, o conselho do proverbista em Provérbios 7, que abriu o nosso artigo, é o caminho para guardar o coração na Palavra, pelo poder do Espírito Santo:

"Meu filho, guarde as minhas palavras e conserve os meus mandamentos em seu coração.
Observe os meus mandamentos e você viverá; guarde a minha lei como a menina dos seus olhos.
Amarre-os aos dedos, escreva-os na tábua do seu coração" (Provérbios 7:1-3).

Que Deus te abençoe!

Pr. Leandro Hüttl

Compartilhe em suas redes sociais

Endereço

Rua Planalto esquina com Rua 13, Qd. 23A, Lts. 4 e 5 – Conjunto Riviera – Goiânia – GO – CEP 74730-080

Entre em Contato

Envie um WhatsApp!

(62) 3284-4748

secretaria@batistabetel.org

Política de privacidade

Formulário de Direito dos Titulares

Siga-nos

Prover ® 2021. Todos os direitos reservados.