Pastoral – Consolo e esperança em Deus| Eclesiastes 4.1-3

Vi ainda todas as opressões praticadas debaixo do sol: vi as lágrimas dos que foram oprimidos, sem que ninguém os consolasse; vi a violência na mão dos opressores, sem que ninguém consolasse os oprimidos. Por isso considero mais felizes os que já morreram, mais do que os que ainda vivem. Porém mais feliz do que uns e outros é aquele que ainda não nasceu e não viu as más obras que se fazem debaixo do sol.

Eclesiastes 4.1-3, NAA

A Palavra de Deus desnuda toda maquiagem que o ser humano tenta colocar a fim de aparentar ser melhor e de viver num mundo melhor.

Em nossos dias temos falado muito sobre opressão, opressores, oprimidos. De fato temos pessoas oprimidas socialmente, espiritualmente, emocionalmente – e às vezes tudo junto, que precisam de ajuda da sociedade, do Estado e dos indivíduos – e, claro, da igreja.

Dito isso, entretanto, temos ainda muita gente se aproveitando disso para oprimir usando a mentira de que estão “desoprimindo” ou que estão ajudando os oprimidos, quando na verdade estão apenas buscando os interesses próprios.

Seja como for, a opressão, seja ela clara ou disfarçada de ajuda, sempre é uma condição terrível para a experiência humana.

A opressão vista por Salomão é tamanha que ele chega a dizer que mais feliz do que os vivos ou os mortos é quem ainda não nasceu e não viu as más obras que se fazem debaixo do sol (a nefasta intensidade do pecado que leva o homem não apenas contra Deus, mas também contra o seu próximo, sem limites para oprimir, o que revela um coração que sempre quer tirar vantagem.)

A opressão sofrida por algumas pessoas é tão grande, que a morte chega a ser mais atraente. Nesses últimos tempos temos visto um número crescente de suicídios e casos de depressão. A opressão não é somente militar, na forma de guerras dos reinos antigos. É preciso ver a opressão do ponto de vista da mente e do coração humano, seja ela como for. Muitos jovens de países desenvolvidos hoje têm preferido a morte do que se sujeitar a tanta opressão por perfeição, crescimento, desenvolvimento profissional e afins. No Japão, o suicídio entre crianças e adolescentes atinge maior número em três décadas e alarma autoridades; e é a principal causa de morte entre os jovens, sempre por causa das pressões¹.

“O cérebro adolescente não está preparado. Eles têm mais imediatismo e impulsos. O sistema de checagem e equilíbrio (das emoções) precisa ser construído como parte de um projeto cultural e social”.

Neury Botega, especialista em saúde mental pela Unicamp

Mas, o que temos hoje é uma sociedade e uma cultura que oprime e dificulta, jamais uma que facilita e que tampouco pense um projeto para ajudar as crianças, adolescentes e jovens. O que temos visto é sempre um sistema para oprimir, roubando a inocência da infância, e se aproveitando desde cedo com abusos sexuais e drogas. Essas e outras são as más obras praticadas pelos seres humanos.

Também acontece em todas as idades e pode acontecer em forma de cobranças injustas e impossíveis(!) que o mundo faz às pessoas. Elas devem ter um corpo perfeito, mas ao mesmo tempo devem consumir os mais variados tipos de alimento. Devem ser ricas, mas não conseguem poupar e investir e devem comprar o máximo possível com o dinheiro que não têm a fim de impressionarem até pessoas que não gostam. Devem ser sociáveis, mas odeiam as pessoas. Devem ser populares na internet, mas são advertidas de que passar muito tempo online é prejudicial para o uso do tempo e da saúde – e não conseguem nunca equilibrar isso. Devem ter uma saúde perfeita, mas os maus hábitos são sempre encorajados. Entende? O mundo cobra uma coisa e impõe por outro lado as condições contrárias para se atingir o alvo. É uma forma de opressão do nosso século.

E assim vai – todas as sociedades se corrompem, e, depois, quando não aguentam mais, transferem tudo para Deus, cobram dele o frutos dos seus próprios atos. Não é à toa que no livro de Apocalipse é dito que os homens, ao receberem a colheita dos seus pecados – o justo juízo divino – vão blasfemar contra Deus, pois não suportarão o peso das consequências.

As pessoas se queimaram com o intenso calor e blasfemaram contra o nome de Deus, que tem autoridade sobre estes flagelos. Porém, não se arrependeram para darem glória a Deus.

Apocalipse 16.9, NAA

Todos esses exemplos servem para não nos deixar esquecer que a causa das lágrimas e dores vividas na terra são os nossos pecados e não Deus.

E o primeiro reflexo deste pecado é sentido em nós mesmos. Sim, podemos nos oprimir, afundando em pecados e negando essa conduta, nos cobrar excessivamente e etc. Precisamos de Deus para lutarmos contra nós mesmos, tanto de um extremo para a nossa leniência quando ao próprio pecado quanto para outro extremo, através de nossas eventuais tiranas cobranças pessoais, de perfeccionismo, e em tudo confiarmos mais em Deus, com relação a nossa vida e obra debaixo do sol.

Todavia lembramos que um dia Deus enxugará de nossos olhos toda a lágrima, pois Seu Filho agiu em nosso favor:

E lhes enxugará dos olhos toda lágrima. E já não existirá mais morte, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram.

Apocalipse 21.4, NAA

E isso será para sempre! Jesus sempre é a nossa única esperança contra toda opressão. Graças a Deus que Ele nos libertará de nossos erros e pecados e de toda a opressão que comentem conosco nesta terra, definitivamente.

Experimentaremos uma situação totalmente diferente da descrita por salomão. Não estaremos mais sob nenhuma opressão, nunca mais. De fato, diante disso, a morte, ou seja, a passagem desta vida para outra pode nos parecer mais atraente. O próprio apóstolo Paulo disse que para ele morrer era lucro.

Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é lucro. 

Filipenses 1.21

Dito isso, entretanto, não devemos desejar a morte por nós mesmos, Deus tem o controle soberano deste fato. A Bíblia diz que Ele enxugará nossas lágrimas e não que nós faremos isso. É importante descansar e confiar em Deus, na Sua graça, na Sua soberana vontade. Paulo também disse que ele precisava ficar aqui para cumprir os propósitos de Deus.

Entretanto, se eu continuar vivendo, poderei ainda fazer algum trabalho frutífero. Assim, não sei o que devo escolher. Estou cercado pelos dois lados, tendo o desejo de partir e estar com Cristo, o que é incomparavelmente melhor. Mas, por causa de vocês, é mais necessário que eu continue a viver. E, convencido disto, estou certo de que ficarei e permanecerei com todos vocês, para que progridam e tenham alegria na fé. 

Filipenses 1.22-25

Não seja rebelde querendo partir antes do tempo. Sei que a opressão pode nos levar a desejar assim, mas, precisamos colocar os propósitos de Deus acima de nós mesmos e confiar com gratidão – temos um propósito aqui, e teremos uma eternidade para desfrutar de Deus longe de qualquer coisa que interrompa nosso sorriso. Mas, veja que Paulo entende que é melhor permanecer e fala de alegria na fé. Alegria já é possível aqui, mesmo em meio a este mundo como ele é, pois está baseada em Cristo, o alvo da nossa fé.

Deixe Deus preparar você, os propósitos dEle são mais importantes do que nossa própria opinião. Sempre vamos fraquejar e reclamar, ouça esta história:

Slawomir Mrozek, o renomado escritor polonês familiarizado com muitas culturas, observou: “Era uma vez uma época em que colocávamos a culpa de nossa infelicidade no gerente do momento – Deus. Concordávamos em que ele conduzia mal os negócios. Nós o demitimos e nos nomeamos gerentes.” Mas, observou Mrozek, anticlerical convicto, os negócios não melhoraram com a mudança da gerência. Não melhoraram porque, quando nossos sonhos e esperanças de uma vida melhor se concentram inteiramente no nosso próprio ego, e se reduzem a um remendo em nossos corpos ou almas , “não há limites a nossas ambições e tentações; e assim, para que o ego possa crescer, todos os limites devem ser eliminados.

Zygmunt Bauman (A cultura no mundo líquido moderno, p.20)

Salomão diz que não há quem console os oprimidos. De fato, no mundo dos homens que ele estava avaliando não, por isso nosso socorro sempre será Deus. Ele prometeu enviar o Espírito Consolador e o fez!

 E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós.

João 14.16-17, ARA

A esperança não é somente para o céu, mas para esta terra também. Ninguém te consolará como é preciso, senão Deus. Aproxime-se dEle.

Cheguem perto de Deus, e ele se chegará a vocês. Limpem as mãos, pecadores! E vocês que são indecisos, purifiquem o coração.

Tiago 4.8, NAA

Sempre valerá a pena estar em comunhão com Deus, este é o Evangelho de Jesus Cristo, entregue-se mais a esta graça, em Nome de Jesus, amém.

NOTAS:

¹https://www.bbc.com/portuguese/geral-46117074

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close